Atenção não existe para ser implorada

998
Atenção não existe para ser implorada

Quantas vezes você já pediu mais atenção do seu companheiro(a)? É muito comum o ser humano ter dias em que está mais carente e precisando de uma dose extra de carinho e atenção, principalmente de seu cônjuge. Porém, essa atenção deve vir de forma natural e por vontade própria da outra pessoa, caso contrário o relacionamento começará a sofrer certo desgaste emocional.

Quanto mais atenção se busca nesse momento, menos o outro terá vontade de dar essa atenção. É muito fácil de entender isso, com uma associação comum. Quando você vê demais uma propaganda na TV, ela se torna irritante e desgastante, até chegar o ponto de você colocar no mudo, ou então trocar de canal. O mesmo ocorre com quem implora pela atenção de outra pessoa, isso se torna muito repetitivo e o valor da pessoa começa a diminuir pela insistente demanda.

Nesses momentos, a pessoa que requer o afeto acaba não raciocinando direito, porém é preciso tentar deixar a razão falar mais alto e se valorizar acima de qualquer coisa. Antes de preencher esse vazio com a presença do outro, certifique-se de que preencheu seu vazio com amor próprio. Valorize-se e ame-se acima de qualquer coisa.

Ao se preencher com o amor próprio, você se tornará mais confiante e menos carente de amor do outro. Para o outro sentir vontade de dar atenção, é preciso sentir certa saudade e vontade de atenção também. Isso é fato 😉

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
Insira seu nome